BibliotecaEventosNotícias da AgeFlorNotícias do Mercado
24/08/2021
Por AGEFLOR
Compartilhar esta notícia
Projeto incentiva a produção de coproduto do carvão vegetal

Projeto incentiva a produção do extrato pirolenhoso, um coproduto natural do carvão que pode trazer grandes benefícios para a agricultura sustentável e seu uso permite a redução de agrotóxicos. A iniciativa é implementada pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) com coordenação técnica do Ministério do Meio Ambiente, e apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), do Ministério da Economia (ME) e do Governo de Minas Gerais.

Para falar sobre o assunto, o programa de rádio Brasil Rural, da EBC, conversou com Adriana Vilela, engenheira química e diretora técnica da Extrato Pirolenhoso do Brasil (EPB).

Segundo Adriana, esse programa é promovido pela ONU com objetivo de promover a siderurgia sustentável, substituindo o carvão mineral, que é poluente e tóxico, pelo carvão vegetal. Esse carvão vegetal vem de florestas plantadas para este fim, em processos de reflorestamento. A vantagem é que essas florestas capturam o excesso de gás carbônico e produzem mais oxigênio.

E para entender o que é o extrato pirolenhoso, ela explica que “um terço da madeira da floresta plantada, ao entrar no forno, vira carvão vegetal, vira os gases que são condensáveis, e o outro um terço é o gás não condensável. Quando a gente condensa, resfria aquele gás e a gente produz a fumaça líquida, ou vinagre de madeira, ou extrato pirolenhoso.”

Ouça a entrevista e entenda.

Fonte: EBC

 
Voltar