BibliotecaEventosNotícias da AgeFlorNotícias do Mercado
03/11/2017
Por AGEFLOR
Compartilhar esta notícia
Investir na plantação de eucalipto é um bom negócio

A possibilidade de ganhar dinheiro em diferentes atividades a partir de um mesmo produto torna a atividade muito rentável.

O fato de o eucalipto poder ser utilizado para diferentes fins comerciais – como lenha, confecção de produtos de limpeza, madeira para móveis, entre outras – faz dele um negócio altamente lucrativo. Não à toa, nos últimos 10 anos, milhares de pessoas passaram a investir na plantação e estão, sim, se dando muito bem.

Algumas características fazem essa árvore integrar o rol das mais recomendadas para o cultivo comercial. Uma das principais é o fato da espécie se adaptar facilmente a todos os climas e solo, dispensando muitos cuidados com manutenção e uso de materiais orgânicos para potencializar o seu crescimento.

O plantio de eucalipto é uma atividade fácil de ser colocada em prática, mas engana-se quem pensa que o custo inicial do investimento é baixo. Isso porque, apesar da facilidade de adaptação, o período de espera até que a árvore cresça não é curto, o que significa que o produtor não pode esperar o retorno rápido do investimento.

O eucalipto, que é matéria-prima para móveis, por exemplo, pode levar até 10 anos para estar pronto para o corte. Mesmo assim, um ponto positivo nessa equação é que o produto agrega considerável valorização ao longo dos anos.

As florestas plantadas de eucalipto e de pinus no Brasil somam mais de 6,7 milhões de hectares, segundo a Associação dos Produtores de Eucalipto do Extremo Sul da Bahia (Aspex).

Seis dicas importantes para iniciar uma plantação de eucalipto

Árvore se adapta facilmente a todos os tipos de solo e clima, mas alguns fatores podem fazer toda a diferença na hora de garantir o sucesso da plantação.

O plantio de eucalipto é um negócio que está em alta no Brasil. Você sabia que hoje há muitos produtores que inclusive plantam as árvores sob encomenda para empresas de fabricação de móveis? Elas chegam a deixar a negociação de compra estabelecida antes mesmo da plantação e, em muitos casos, até a pagar anteriormente ao plantio.

Confira seis dicas importantes do site MF Rural para você que pensa em iniciar um negócio no ramo:

1) Escolha adequadamente onde plantar

O ideal é que a plantação de eucalipto seja concentrada em local afastado das áreas urbanas. Isso é necessário para que as árvores tenham espaço suficiente para crescer de forma saudável.

O terreno pode ser plano ou acidentado, mas é imprescindível que o local tenha fácil acesso e gere praticidade para o trabalho da equipe que vai realizar o corte da madeira.

2) Prepare o terreno

Algumas precauções com relação à limpeza da terra se fazem necessárias. É preciso retirar todas as impurezas que possam atrapalhar no crescimento das árvores, como é o caso das pragas e ervas daninhas.

Nessa fase, também é recomendada a utilização do enriquecimento da terra com a adição de matéria orgânica e outros produtos que renovam os nutrientes para favorecer o desenvolvimento das árvores.

3) Planeje os carreadores

Para garantir que a poda ou o corte do eucalipto ocorra de forma eficiente é necessário que os funcionários contem com espaço suficiente para executar essa atividade. Uma ação muito importante nesse contexto é planejar os carreadores. Em resumo, isso significa fazer com que os espaços entre uma fileira e outra de eucaliptos fiquem livres, permitindo a movimentação.

Os espaços entre as fileiras podem ser de no mínimo cinco metros. Dessa forma, a luz do sol pode penetrar a área e os caminhões podem se aproximar para fazer o transporte das árvores depois de cortadas.

4) Faça o espaçamento das mudas de forma eficiente

As mudas de eucalipto não podem ser plantadas muito perto umas das outras, porque isso atrapalha as podas, o corte e também prejudica o crescimento das plantas.

Se a finalidade do eucalipto é a faqueação e laminação, o ideal é respeitar uma distância de três metros entre as mudas. Essa técnica possibilita que as plantas recebam mais nutrientes do solo e possam se desenvolver de forma eficiente. Se o eucalipto for utilizado para lenha ou carvão, no entanto, a distância de plantio das mudas pode ser reduzida para dois metros.

5) Escolha a melhor espécie para a sua região

Sim, o eucalipto se adequa com facilidade a todas as regiões e clima. Mas escolher as espécies que mais estão de acordo com as características do plantio pode garantir que as plantas se desenvolvam em menor tempo e mais saudáveis. Afinal, você quer evitar prejuízos na hora do corte, não é mesmo?

Então, analise as condições do solo e clima para, depois, pesquisar as mudas de eucalipto que mais são adequadas ao local. Por exemplo, se a terra é fértil e o clima é quente a maior parte do ano, uma boa opção é a espécie Eucalyptus Saligna Smith, ótima para a produção de madeira.

6) Plante na estação chuvosa

Plantar as mudas nos períodos mais chuvosos do ano favorece que a plantação de eucalipto seja bem-sucedida. Estudos científicos apontam que nessa fase elas precisam de um solo mais úmido para se firmarem e desenvolverem adequadamente, o que reduz as perdas de árvores por morte da raiz.

Saiba mais

A espécie
Com nome de origem grega, que significa “bem coberto”, o eucalipto na verdade foi descoberto na Austrália e Indonésia, adaptando-se com facilidade a todos os climas, principalmente os mais quentes.

Categorias
O eucalipto possui mais de 700 espécies diferentes ao redor do mundo. Todos, claro, pertencem à mesma família das mirtáceas, que crescem em formato de árvores. Mas há também espécies da Oceania que contrariam a regra e crescem na forma de arbustos.

Tempo de maturação
No geral, é necessário esperar entre seis e 10 anos do momento do plantio até o corte, quando a árvore se torna adulta e está apropriada para ser utilizada para fins comerciais. Essa variação leva em conta diferentes fatores, como a categoria de eucalipto, o clima e a forma de plantação.

Fonte: G1 /MF Rural

 
Voltar