BibliotecaEventosNotícias da AgeFlorNotícias do Mercado
25/05/2022
Por AGEFLOR
Compartilhar esta notícia
Governo do MS lança PROFLORESTA para potencializar cadeia produtiva que gera 27,2 mil empregos

O Governo do Estado, por meio da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), lançou nesta terça-feira (24) o PROFLORESTA (Plano Estadual de Desenvolvimento Sustentável de Florestas do Estado de Mato Grosso do Sul). O evento de lançamento aconteceu às 16h, durante o Show Florestal – Feira da Indústria do Eucalipto, que acontece no espaço Arena Mix, em Três Lagoas.

O secretário Jaime Verruck representa o governador Reinaldo Azambuja no lançamento e apresenta o PROFLORESTA, resultado do trabalho dos técnicos da Semagro, em parceria com o Sebrae-MS, que realizaram a revisão e o aprimoramento do Plano Estadual para o setor elaborado em 2009.

“Nós recebemos essa demanda por meio da Câmara Setorial de Florestas e nos debruçamos, junto com o Sebrae, na revisão e aprimoramento do plano estadual, por meio do qual pretendemos fomentar a diversificação da nossa produção, fortalecer o encadeamento produtivo, ampliar nossa base florestal de eucalipto, pinus e seringueira, aprimorar os incentivos fiscais e criar um clima de negócios favorável, com um nível de governança alinhado com as novas diretrizes estratégicas do Governo do Estado, como a meta de fazer Mato Grosso do Sul ser Carbono Neutro até 2030”, afirmou o titular da Semagro.

De acordo com levantamento da Semagro, o setor florestal de Mato Grosso do Sul é responsável pela geração de 27,2 mil empregos sendo 14.901 diretos e 12.312 indiretos. Em 2021, o segmento gerou 6.266 empregos a mais em relação a 2020. Esse crescimento de postos de trabalho deve continuar nos próximos anos, com os investimentos já em curso no Estado, como o da nova fábrica de celulose da Suzano, em Ribas do Rio Pardo, no valor de R$ 14,7 bilhões.

Mato Grosso do Sul conta atualmente com três fábricas de celulose instaladas e em operação no município de Três Lagoas: uma da Eldorado Brasil, com capacidade de produção de 1,8 milhão de toneladas de celulose por ano; duas da Suzano, que produzem 3,25 milhões de toneladas por ano. A Suzano iniciou a construção de mais uma fábrica no Estado, em Ribas do Rio Pardo, que será a maior planta industrial de celulose do mundo, produzindo 2,55 milhões toneladas/ano.

 
Voltar